20mar

Respirem fundo: vamos falar da sogra?

Que atire a primeira pedra quem nunca falou mal da sogra.

(desculpa aí, sogrinha, mas seu cargo envolve toda uma polêmica!)

 

Fato é que quando a gente casa, assume todo um combo! E embora ela tenha uma fama que (nem) sempre faz juz ao seu comportamento, sogras serão sempre sogras!

 

É cada coisa que a gente escuta nos grupos de whatsapp e na vida, que as (nem sempre) coitadas precisam de uma benzedura.

 

Vamos falar delas então?

 

Sogrinhas do meu coração, ajuda as novinha aqui?

 

Vocês são experientes, já passaram por uma gestação, pelo pós parto e também já educaram uma criança. Vocês sabem as dores e delícias disso tudo!

 

Apoie essa nova mãe, não precisa ensinar porque ela vai aprender de um jeito ou de outro, mas volte suas atenções para ela.

 

Incentive, elogie, empodere e dê o seu melhor pra ela, você já esteve nesse momento e sabe que o buraco é bem mais embaixo.

 

O seu neto vai ser mais feliz e seu filho também!

 

De verdade, esse vínculo, vai fazer bem pra família inteira. (toca aqui e vamos chorar as pitangas juntas)

 

Noras, respirem fundo várias vezes e paciência. Nós também vamos ser sogras um dia, né?

 

Pra dar uma ajudinha nessa relação mapeei aqui alguns tipos de sogras, e umas diquinhas pra elas ajudarem a gente e vice versa.


Ah! Tudo pode ser substituído por tipos de mães também. Porque tem umas mães, que virge Maria cruz credo! (não é o caso da minha. Pelo menos não todo dia, beijo mãe, te amo <3)

Como anda sua relação com sua sogra?

Imagem do filme A Sogra com a Jennifer Lopes e a Jane Fonda.

 

Tem uns tipos de sogra também que deviam ser modelo a ser seguido, tipo referência intergalática (AMADAS).

 

Sogra/Mãe Dramática

“Ninguém mais vem me ver” ou ainda “Tô com uma dor no peito, acho que vou morrer”.

 

Calma né minha gente, ter filho demanda bastante tempo, então se você ficou um pouco de lado, entenda. Logo mais vai ter um netinho lindo que não vai desgrudar de você!

 

Vó é tudo de bom, noras liberem os filhos sem medo, passe as instruções básicas pras sogrinhas e confiem. Brincadeira de vó não tem igual.

 

Sogras se ofereçam para visitar ou levar o neto pra passear, se os pais já tiverem seguros em relação a isso. Siga as instruções alimentares e as restrições (faz  favor né) .

 

Seu neto, é cria da sua criaq, não se preocupe a fruta não cai muito longe do pé. 😉

 

Sogra/Mãe clássica

Aquela que conta a história da família, acolhe todo mundo e não deixa ninguém ir embora. Desce aquela caixa de memórias a cada visita. É o tipo fofinha com coque no cabelo.

 

Sogras lindas, que tal guardar uns assuntos pra próxima visita? Separa umas emocionantes e nada de falar da ex nora (faz uma seleçãozinha antes porfa).

 

Noras, conhecer a história da família do marido pode ser chato as vezes, mas é super legal e vai te dar dicas de futuro (pode acreditar).

 

Todo mundo vai amar e lembrar pra sempre.

 

Sogra/Mãe teatral

Aquela que precisa dizer um longo monólogo na despedida de uma visitinha rápida.

 

Quem tem filho sabe, o tempo é precioso.

 

Sogrinhas, ajuda nóis a dar aquela namorada?

 

Norinhas, não façam perguntas (hahahahah).

 

Sogra/Mãe modernete

Aquela que você encontra na balada. E quando o neto dorme na casa dá o celular pra ele brincar.

 

Sogras, se os pais acham legal dar o celular, bom, se não gosta, respeita eles?

 

Deve ter algum motivo para eles não quererem que o filho mexa no aparelho né. (vai ver eles são vintage)

 

Noras, não dá pra controlar tudo e é legal vó e neto ter alguma coisa só deles.

 

A gente vai ser vó um dia e é bem provável estarmos nessa categoria, né nom?

 

Sogra/Mãe pau pra toda obra

Aquela que joga um carteado com você e toma um vinhozinho falando besteira.

Essa é daquelas sogras que dá vontade de deixar o marido em casa e ir na casa dela bater um papo. Suas lindas, continuem assim!

 

Noras se sua sogra é assim, aproveita muito!

 

Sogra/Mãe fofolete

Aquela que vive falando com o seu marido como se ele fosse um bebê, com voz de quem fala com bebê e tudo.

Como lidar com a sogra?

Sogras parem, pelo amor, não tem nada mais brochante do que ver seu marido com aquela cara envergonhada de quem tem 8 anos.

 

Transfira sua fofura para o se neto.

 

Noras, segura o carão e respira fundo, seu filho vai crescer e a gente se vê lá (hahaha).

 

Sogra/Mãe feminista

Aquela que toma partido pro seu lado, te entende e fica do seu lado, porque é mulher e sabe o quanto a relação fica difícil com a chegada de um bebê.

 

E o melhor, elas ainda falam pro filho ficar quieto quando tão falando besteira! (AMO)

 

Sogras, continuem assim.

 

Noras, aproveitem!

 

Sogra/Mãe que quer ser a mãe do neto

Aquela que fala aos quatro cantos que a criança é a cara dela.

 

Não é sua cara não e é tudo o que tenho pra dizer. (HAHAHAHAH)

 

Seria muito melhor se a gente olhasse pras sogras com mais amor e vice versa, sem muitas cobranças, críticas e julgamentos.

 

Sogras, tentem lembrar de quando foram mães e como foi esse momento.

 

Noras, não se esqueçam da sua sogra quando forem uma! (hahahah)

 

Claro que tem casos em que a relação com a sogra é melhor do que a relação com a mãe e ela se torna uma segunda mãe (AMO).

Só Freud explica!

 

Que tal encaminhar esse texto pra sua sogrinha? Do bem ou do mal, seja ela Ruth ou Raquel, vai ser legal!

14fev

Maternidade: Expectativa x Realidade

Ah, saudade de quando minha única preocupação com a maternidade era educar meu filho.

Como assim? Você não educa mais?

Ah, a saudade era de quando eu educava e ele nem tinha nascido!

Sim. Eu educava antes mesmo de saber que queria teria um filho. Duvido que tô sozinha nessa. Bate aqui se tu tá nessa loucura comigo.

Quantas vezes a gente educou uma criança na imaginação e deu super certo?

E confesso, era facinho facinho, mamão com açúcar.

Eu sou ótima pra educar assim. Sempre sei a coisa certa a dizer. (Pelo menos nos ensaios no chuveiro eu sempre sou ótima!)

É cada situação que eu tiro de letra. (ironia modo on)

Nossa, como sou sensata e capaz de oferecer uma excelente e equilibrada educação. (Digo pra mim mesma, num ensaio sobre uma possível crise que ainda não aconteceu e que, logicamente, eu contornei muito bem)

Mas como aquelas mães deixam as crianças ficarem naquela folga toda?

AH, POIS É!

A maternidade é um eterno jogo de expectativa x realidade.

Tem algumas coisas que a gente precisa falar!

 

  • Amamentação

Meu filho vai mamar só no peito. Meu sonho é amamentar. É tão natural isso.

Essa é, talvez, a primeira frustração. Não é tão natural assim, e dói. As vezes sangra e racha. Tem gente que consegue e gente que não consegue. E tá tudo bem.

O que importa é alimentar o bebê e dar o seu melhor!

 

  • Os brinquedos

“Quando meu filho nascer, ele só vai ter brinquedos educativos. Televisão só mais velho e ipad nem pensar! “(dou risada só de lembrar disso!)

Daí você monta um quarto montessoriano, tem lugar para os brinquedos todos (um brinquedo mais fofo que o outro). Daí que ele fica dois minutos com cada brinquedo e larga (ou resolve passar horas com uma garrafa pet. sustentável!)

Sua casa vira um campo minado de lego (é cada pisada de pé que nois dá! dói no fundo da alma!)

 

  • Rotina

Meu filho vai dormir a noite inteira. É só seguir a rotina certinho que ele vai ser calmo e não dar trabalho. Os pais exageram um pouco falando que os filhos não dormem, devem estar fazendo alguma coisa errada!

Aham, e eu também não tenho olheiras eternas. A criança não é um robô. De fato rotina ajuda, mas não é assim tão milagroso. Tem criança que não dorme mesmo! (e azar o meu, e o seu, e o de quem mais for sorteado na roleta russa do sono infantil!)

 

  • Alimentação

“O filho da Ana não come brócolis, isso não vai acontecer com meu bebê. Ele vai comer de tudo e orgânico, claro.”

Daí começa a introdução alimentar e seu filho não gosta de nada, cospe tudo em você, no chão e nas paredes! É cada macarrão que nois dá e eles amam! (hahahahah)

É bom apresentar os legumes e as frutas e te-los sempre no prato, mas forçar não vai levar ninguém a lugar nenhum. Vai oferecendo que uma hora eles vão provar e vão gostar. (mas tem coisa que não tem jeito…)

 

  • Vida social

“Vou manter minha vida social, sair com os amigos, viajar, fazer academia…é só deixar o bebê com a minha mãe, minha sogra, a dinda!”

Daí você tá toda produzida pra sair, é só levar o filho. Bate aquela preguiça de tirar a criança da rotina, porque você já imagina o dia seguinte e sabe que vai ser o cão.

As vezes vale a pena, porque você desliga um pouco dessa rotina cansativa. Encontra com os amigos só pra conversar assuntos de adultos!

Vai ter os dias que você vai querer ficar em casa sim e tudo bem também!

 

  • Dia dia da educação

“Birra, isso é coisa de criança mimada. Meu filho não vai fazer birra nunca!”

TOMA! Tá lá ele jogado no chão do supermercado se debatendo e gritando enfurecidamente! Tá lá ele fazendo birra na cara do pediatra!

Ah, Põe a culpa no sono! haha #quemnunca

Respira fundo que não é a primeira nem a última.

 

  • Desfralde

“Não deve ter segredo, vou colocar um penico no banheiro bem fofo, com tampa, daqueles que tem música. Certeza que ele vai amar.”

Daí ele olha o troço e chora. Você tenta colocar ele ali um pouquinho e o treco parece que tem espinho. Ele sai correndo pela casa e faz xixi por todo canto, inclusive em você!

Conta até dez e limpa tudo. Vai acontecer de novo.

 

  • Convivendo com outros bebês

“É importante ter amigos desde bem pequeno, conviver com outras crianças pra brincar. Eles vão ficar amigos para sempre!”

Daí você chama as amigas mães, que têm filhos com idade parecida e socorro. Eles se mordem, se puxam, disputam o brinquedo, brigam, choram e isso tudo num loop sem fim.

Eles vão brigar muito ainda, mas não desiste, amigo de infância é aquele quentinho no coração.

É minha amiga, em tudo na vida expectativa é furada.

A gente sempre tem uma imaginação muito melhor do que é a realidade.

 

Quando abrimos mão do que a gente imaginou a vida fica leve e passamos a dar belas gargalhadas.
Confesso que tenho crises e crises de riso sozinha lembrando o antes e o depois!

13set

Ser mãe é rir da própria cara!

 

Sanidade.

Mantê-la, depois que a gente vira mãe, pode ser tão simples quanto assoviar e chupar cana.

É, minha amiga. Eu digo e repito: ser mãe é bom, mas é roça!

Natureza sábia que só, até deixa a gente mais esquecida e avoada pra não despirocar de vez (leia sobre momnesia aqui!).

O jeito então, é mesmo aprender a tirar sarro das situações desconfortáveis que toda mãe (toooooooda mãe) passa.

E rir da sua própria cara (sempre, porque se você não rir, outro fará.. haha)

Juntei minha (des)experiência materna com o talento da irmã desenhista, boas risadas e paguei em cerveja.

O resultado vocês podem ver aqui.

gestante-frase-divertida gravida-humor look-do-dia-de-mae humor-dia-a-dia-mae humor-gestante maternidade-mae-humor

E pra finalizar, uma pequena definição sobre MOMNESIA que tomei a liberdade de criar:

momnesia-foto

Porque se divertir ainda é o melhor remédio!

 

 

 

 

 

05set

10 vezes que você sofreu MOMNESIA

Espera. Você SÓ acha que não sabe o que é “momnesia”.

Provavelmente já passou por isso tantas vezes, que vai ser até difícil selecionar apenas 10 momentos. E o melhor: isso tudo tem explicação e você não está ficando louca!! Ufa.

O termo “momnesia” está sendo estudado, principalmente nos Estados Unidos, na última década, e aponta o fenômeno como recorrente em grávidas e mães de recém-nascidos. Segundo os estudos, no final da gravidez e depois do nascimento do bebê, as mães se tornam mais esquecidas… uma amnésia de situações recentes e que acaba gerando confusões (muitas vezes engraçadas).

O cansaço é tratado como o principal causador desses lapsos de memória. Não dormir direito (você pode estar se perguntando: o que é dormir mesmo?), ter multitarefas (a gente vira mãe, mas a rotina da casa e da família – e do trabalho muitas vezes – não para), e tantas outras preocupações que acabam afetando nosso desempenho cognitivo durante este período.

Mesmo que não signifique nada grave para o cérebro, o assunto é tratado com maior seriedade pelos estudiosos. Segundo a neuropsiquiatra Louann Brizendine , autora do livro The Female Brain, a momnesia pode ser perigosa, como quando a mãe se esquece de apertar os cintos da cadeirinha da criança no assento de carro. Ela sugere que as mães sejam conscientes de que a momnesia existe e tentem estar concentradas ao máximo ao realizar atividades que envolvam a segurança dos pequenos. Nessa onda, o aplicativo Waze até fez um aviso para lembrar de tirar a criança do carro.

Já nas situações cotidianas, o remédio é rir. A momnesia deve passar depois de algum tempo pós-parto, ou até o primeiro ano do bebê, dizem os estudiosos.

Vou te contar, os estudiosos não sabem nada (inocentes).

No meu caso, 5 anos depois, a momnesia ainda está aqui! #socorro.

momnesia3

O lado bom é que, pelo menos eu tenho capacidade de lembrar do que eu esqueci (otimista, não?), assim já fica pra contar história! E no caso desse post, pra você perceber que não é a única louca do pedaço.

  1. COLOQUEI O SUCO DE LARANJA NO MICROONDAS POR 30 SEGUNDOS
  2. FURTEI O CELULAR DA COSTUREIRA E PASSEI O DIA COM ELE NA BOLSA, SEM PERCEBER.
  3. ESQUECI O MARIDO TRANCADO EM CASA
  4. DEIXEI A CHAVE DE CASA DO LADO DE FORA DA PORTA (essa é clássica e acontece sempre)
  5. DEI MAIOR CHILIQUE PORQUE ALGUÉM PERDEU O CONTROLE DA TV (e esse alguém fui eu)
  6. ESQUECI O DIA DO LANCHE COLETIVO DO DUDU (e deixei 20 crianças esperando por comida. Antes que me apedrejem, resolvi a tempo e ninguém morreu por isso)
  7. DEIXEI O CARRO LIGADO NO ESTACIONAMENTO DO SUPERMERCADO E SAÍ PARA AS COMPRAS
  8. PERDI O CARRO NO ESTACIONAMENTO DO SHOPPING, E FIQUEI HORAS VAGANDO (beeeem mais de uma vez).
  9. PERDI A CHAVE DO CARRO DENTRO DO SHOPPING, E NUNCA MAIS, NA VIDA, ENCONTREI (Tive que abandonar meu carro e voltar pra casa de táxi, acho que joguei a chave no lixo)
  10. COLOQUEI OS SAPATOS INVERTIDOS NA CRIANÇA (quem nunca?)

Acho (mesmo) que sou acima da média no quesito esquecimento, já fiz até terapia pra isso. Sabe o famoso TDAH? Pois é. Sou dessas. Mas por incrível que pareça,  já fui pior (não sei nem dizer se isso é bom ou ruim, kkk).

Fato é que, mesmo tentando impedir, aqui a momnesia (ainda que tardia) reina.

Mas vou te dar uma dica, abrace a Dori que há em você e seja feliz!

(e jamais esqueça o lanchinho das crianças, tá?)

Finding Dory Wallpaper Movies Recent Finding Dory Nemo Fish Dori Wallpaper Dori Wallpaper - Free Wallpaper Download

30jun

12 Frases mentirosas que TODA mãe diz!

frases-mentirosas-maes

 

1. Vou contar até 3 (mas conta até 50. No caso uuuuuummmmmm, um e meioooooooooo…).
2. Arruma esse quarto senão vou doar todos os brinquedos!
3. Se correr é pior hein! VOLTA AQUI!
4. Na volta a gente compra. (e nunca volta. ou nunca compra)
5. Pede pro teu pai!
6. Você não é todo mundo!

7. Quando eu digo Não é NÃO! 

8. Coloca um casaco!

9. Eu AVISEI! Tinha certeza que isso ia acontecer.

10. Se eu for aí e achar, tu vai ver só! (até hoje ninguém viu).

11. Tô cansada de falar e tu não me ouvir!

12. PORQUE SIM! Sou tua mãe, me respeita!

Quem nunca? Eu já!

Lá em casa minha mãe e meu pai diziam: Vai dar o porco! (tipo, o bicho vai pegar!), mas acho que essa é mais íntima e nem todo mundo teve o doce prazer de ouvir essa ameaça!