12fev

Resumão da semana!

Essa semana foi muito inspiradora!

Mulheres lindas, elegantes, poderosas e inteligentes em muitas notícias da semana.

Confere.
Natalie Portman grávida

Natalie Portman em evento pré oscar: de barrigão e sapatilha no red carpet! (AMEI essa linha gente como a gente)

Dá uma olhada aqui.

 

Plus size na vogue

Será que a gente finalmente tá caminhando pro fim da ditadura da magreza? TOMARA! A modelo cheia de curvas maravilhosas estampando a capa da Vogue. Ela ganhou fama por abraçar a causa da moda sem rótulos (AMO) e inclusive rejeita o termo “plus size”.  Veja aqui.

 

O que não sabemos sobre as estrias?

E agora quem poderá nos defender? A estria atinge cerca de 90% das mulheres grávida e pelo que a matéria diz, hidratante não ajuda a prevenir! (chorando até o ano 3000) Confere aqui.

 

Notícias da semana

Gente, essa semana só se fala na gravidez de Karina Bacchi, que optou pela produção independente! Admiro a coragem!! Leia a matéria aqui.

 

O que precisamos saber sobre gravidez de gêmeos?

Grávidas de gêmeos engordam mais é fato, tem dois serzinhos na barriga. Mas sabia que elas podem sim ter parto normal? Sim! Essa matéria esclarece muitas coisas sobre gravidez gemelar e ainda dá umas diquinhas do que não dizer para grávidas (importante). Veja aqui.

 

Especialista fala sobre amamentação

Esse momento da amamentação, principalmente para mães de primeira viagem geram tantas dúvidas e muita ansiedade. Nada melhor do que uma especialista no assunto passando informações sobre esse momento. Dicas de ouro aqui

 

 

Empodere as mulheres no trabalho

 

Ministras da mulher de mais de 30 países latino-americanos e caribenhos se reuniram essa semana, para se preparar para a Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres (CSW, na sua sigla em Inglês). O tema deste ano é o empoderamento econômico das mulheres no mundo de trabalho! (Importante, pois as mulheres ainda recebem menos que os homens no mesmo cargo) Leia mais aqui.

 

Bingo da culpa materna e paterna

 

Esse não foi exatamente publicado nessa semana, mas eu AMO. Quem nunca? Eu teria levado o prêmio

Veja aqui se você também tá nessa.
Mulheres dominando a tecnologia

 

Gente a mulherada ta indo pra cima! Nessa matéria você vai conhecer mulheres empreendedoras nas tecnologias, que são referência no que fazem. Veja aqui essas mulheres inspiradoras!

 

 

31jan

Motivos pra ter mil e uma T-shirts!

Aquelas peças tão coringas no nosso guarda roupa viraram, de novo, protagonistas da moda. 

Todo mundo tem uma t-shirt básica (ou uma coleção delas) que salva nos dias mais variados: ou quando você quer conforto, ou quando você não quer pensar muito na combinação.

Ou quando quer fazer a despojada/cool/estilosa, porque elas estão com tudo!

É fato! Já faz um tempo que as t-shirts assumiram um lugar de destaque na moda. Das marcas da alta costura parisiense ao fastfashion: Todo mundo tem!

Porque na moda, assim como na vida, todo mundo quer passar uma mensagem através da sua imagem. Já parou pra pensar na sua?

Ah,e claro. As t-shirts combinam com tudo! Pode sair da mesmice, sim senhora! Fugir do óbvio com uma peça tão óbvia virou o novo preto (sacou a piadita?! :P)

O melhor dessas T-shirts é que você pode usar de várias maneiras diferentes: amarrada com um nó, com as mangas dobradas, inteira para dentro da saia, por baixo do vestido ou só com uma pontinha presa na calça.

Não tem regra! Você pode inventar outros mil jeitos de usar porque com essa peça vale tudo!

 

Quer trabalhar estilosa e com conforto?

Como usar camisetas na gravides

Quer passear com a cria e se sentir toda moderninha?

Motivos para ter muitas t-shirts

Tá de vale-night com o maridão ou com as amigas (porque não, né).

O glamour das t-shirts

Muita gente acha que a mulher tem um lugar próprio e normalmente é cuidando da casa e dos filhos, mas aqui vive uma momaholic!

Eu, por exemplo, trabalho e amo o que faço, acho que todos devem cuidar da casa (inclusive os filhos) e os pais também podem cuidar dos filhos, cada um a sua maneira.

E mesmo que você não trabalhe e prefira cuidar da casa não se poupe de desfilar por aí com o barrigão e com o bebê também. Dá pra ficar linda sem passar trabalho. Tá aí a boa e velha camiseta pra comprovar!
Se liberte e diga ao mundo o que você quer!

19jan

4 tendências de moda que tem tudo a ver com as Grávidas!

E o melhor: você provavelmente tem todas essas peças em casa!

Mas antes de começar, uma pequena confissão.

Falei em tendência de moda no título pra chamar sua atenção mesmo. A verdade é que não existe nada mais fora de moda do que “seguir a moda”. Descobrir e respeitar seu próprio estilo é o que realmente importa na jogada!

A gente é do time que acredita que grávida precisa otimizar o guarda-roupas (além das compritchas, é claro!). Aposto que tá cheio de peça boa dando sopa e você nem percebeu, hehe.

Explicado isso, vamos ao que interessa!

 

1 – Tênis Branco

Quando a gente achou que pudesse estar “batido”, ele persiste e mostra que tá nem aí pro que a gente pensou!

Ele chegou com essa pegada fashionista há algumas temporadas e parece não ter data pra ir embora. Se antes era usado somente em looks mais esportivos, agora ele é protagonista de produções descoladérrimas (mas continua atendendo o clima sporty, quando necessário. Um verdadeiro gentleman, super democrático!).

As grávidas e mães aqui agradecem, já que dá pra ficar gatinha dispensando o salto! Uma salva de palmas pra essa tendência que a gente não deixará partir, jamais!

2 – Mood Esportivo

Eu acho GÊNIA essa tendência. Existe coisa mais linda na vida de uma mãe do que parecer descolada sem qualquer pretensão de que isso aconteça? Gente, há tantas situações em que a única opção viável é uma calça esportiva, ou um moletom.

Posso me sentir linda com isso?

SIM!

Ah, uma dica extra MARA pras gestantes que correm do melasma!

Já viram que o boné tá com tudo? (OBA 2!).

Se atira e sai de boné, sem risco de parecer mané. Haha.

 

3 – Graphic T-Shirts

Trend a la Havaianas: todo mundo usa. Quem não tem uma camiseta de estimação?

De Chanel ao brechó da tia Maria, praticamente todas as marcas já se aventuraram no mundo das t-shirts. A Agora Sou Mãe começou só com camisetas, sabia?

A graça é se aproveitar dos dizeres pra contar algo pro mundo! Tem momento mais legal do que a gravidez?

Ah, e já viu as nossas camisetas pra grávidas?

 

4 – Camisaria Oversized

Sabe aquela roupa do marido que a gente NECESSITA furtar na gravidez? Se antes era “roupa de ficar em casa”, agora a bichinha pode também por a cara na rua (OBA!).

A camisaria tá fortíssima em tudo que a gente vê, em shapes inusitados e variadíssimos, quebrando aquela modelagem padrão.

Se joga na camisa do marido e vai! Vale também pra amarrar na cintura e fazer aquela graça!

Eu sou um pouco suspeita pra falar porque AMO garimpar na sessão masculina, desde sempre!

E aí, curtiram nossas escolhas?

12out

3 formas de usar vestido midi na gravidez

Eu amo uma roupa (nada) básica. Se for vestido, melhor ainda!

O vestido midi preto é a mais fiel representação desse meu amor.

Repara que ele faz exatamente o efeito da primeira frase desse texto.

A palavra “nada”, entre parênteses, é facultativa. Assim como no look: você escolhe se quer ser básica, ou (nada) básica. E tudo isso, vestindo exatamente a mesma roupa. Também gosto de “nada” porque muitas vezes é o tipo de peça que, olhando isolada você não dá muita coisa por ela.. Mas basta vestir e saber compor… e páá! Tá pronta!

Acho o comprimento midi a cara da elegância. Ah, só pra deixar claro, midi é o que fica abaixo do joelho, e não a modelagem em si. Então pouco importa se o vestido é godê ou justo.. tá logo abaixo do joelho ou mais, pode chamar de midi. (Pronto, agora o texto segue :P)

E na gravidez, o midi justinho pode ser ainda mais amigo!

Além de ser totalmente bombril – mil e uma utilidades (não é a toa que o chamo da-feira-ao-baile), na gestação esse vestido deixa a barriguinha em evidência, o que é maravilhoso naquela fase em que roupa nenhuma fica boa, quando o tamanho da barriga ainda não representa muito, mas ao mesmo tempo as roupas não servem mais. E quando explode o barrigão? Melhor ainda!

Isso sem falar que é totalmente atemporal e dá pra repetir a peça dia sim, dia também. Ninguém vai reparar que é o mesmo vestido (não que isso seja um problema, porque repetir também é chique! Hehe).

Fotografamos a Fran, amiga e gravidinha do Baú da maquiagem com o nosso vestido midi e 3 formas diferentes de usar, justamente pra mostrar o quão versátil o bichinho pode ser. Aqui fizemos só 3, mas as opções de looks com esse vestido são realmente ilimitadas!

Vestido midi para gestanteVestido midi para grávida Vestido midi na gravidez

Embora a roupa seja a mesma, o simples fato de amarrar a camisa na cintura ou usá-la sobreposta muda bastante! Um tênis branquinho ou até mesmo uma rasteirinha ficaria lindo ali também.

Trocando os acessórios e ao colocar um salto, a sensação que dá é que o vestido é outro!

Vestido midi para gravida Vestido midi gestante vestido-preto-gestante

Algumas outras dicas legais, que podem ajudar a compor produções lindas:

  1. Use com uma camiseta (nada) básica por cima, amarrando na cintura ou logo acima da barriga, vai parecer saia e blusa – e das boas!
  2. Se você for baixinha e quiser alongar a silhueta, use sapatos que deixem o peito do pé à mostra e dê preferência aos tons de pele.
  3. Amarre uma camisa jeans ou uma jaqueta na cintura pra dar aquele ar despojadinho
  4. Use com uma camisa abotoada e amarrada acima da barriga. Olha a mágica da sobreposição de novo!

Amo o vestido midi de paixão. Quando criei a marca esse foi o primeiro modelo que idealizei: o bom e velho LBD (nada) básico, versátil e atemporal.

Espero que vocês gostem tanto quanto eu.

Acesse em http://loja.agorasoumae.com.br

Beijos!

 

19jul

O que a saia lápis faz para uma gestante.

Toda gestante passa trabalho pra escolher roupa! E é super natural, afinal a dúvida do que vestir reina todos os dias nas melhores famílias (imagina com uma barriga extra então!).

Apostar em peças coringa na gravidez, como uma boa saia lápis (ou saia midi) preta, vai te economizar muito tempo na hora de escolher a roupa e garantir que o estilo chegue como um príncipe no cavalo branco, mesmo naqueles dias em que nada parece ficar bom. Aquela peça que tá sempre na moda e serve pra qualquer ocasião. Prática, como a maternidade pede. (e um caso de amor, acredite!)

A saia preta vai com tudo! Justinha pra deixar a barriga em evidência, mas cheia de conforto. Fica linda com tênis, maravilhosa com salto, sandália, bota, enfim. Tudo o que a gente quiser inventar. O que eu mais amo nessa peça é que, trocando a blusa e os acessórios você tem um look completamente novo. Sabe aquela roupa básica que dá pra usar por uma semana seguida e ninguém se dá conta? Pois é, a saia coringona preta tem essa super qualidade!

 

saia-lapis-gestante saia-lapis-gravida saia-midi-justa-gestante

Essas foram algumas inspirações de como usar a saia lápis preta durante a gravidez, tiradas lá do nosso instagram @agorasoumae!

Na gravidez a mulher precisa adaptar seu guarda-roupas. Pra deixar de lado roupas que eram xodó e ainda assim manter o estilo com o barrigão, a dica é acrescentar boas peças coringa, daquelas roupas que são usadas inclusive depois da gestação.

saia-lapis-midi-gestante

Esse look fica lindo também nas “não grávidas”. A Greice, nossa modelo, fotografou durante e depois da gravidez com a mesma peça! Ah, a nossa saia tem um drapeado lateral que modela e não marca o corpo, além de deixar tudo mais confortável!
comprar-saia-lapis-gestante

A segunda sugestão com a nossa saia preta coringona é um look daqueles “parece vestido, mas não é!”. Amo essa combinação e a ideia de “decompor e transformar o vestido” em milhões de outros vestidos muito me agrada! E um salve para o milagre da multiplicação dos looks na gravidez!

saia-preta-gravida-look-estilosa comprar-saia-preta-gestanteOlha o detalhe da nossa saia aí gente!

O que eu mais amo nessa peça é que a altura dela pode ser tranquilamente regulável, basta subir o cós e encontrar a altura e o comprimento que você tá mais afim naquele dia. (versátil, outra vez!).

saia-preta-gestante-basica

Pra finalizar, uma parte do depoimento da nossa amiga e cliente Aninha Masi, do Lookbebe!

saia-preta-basica-gestante

Resumindo, essa saia é pra amar… ou amar!

Compre pela nossa loja virtual de roupas para gestantes (e não gestantes, e lactantes, e quem mais quiser, pode chegar! :P)

04jul

Escolher bem para nutrir melhor!

Você conhece aquela frase “Comer bem para viver melhor”? Foi inspirada nela que escolhi o título deste post, muito apropriado para o contexto gestação-lactação. Isto porque a alimentação da mãe, que se aprimora da mais sublime essência do “cuidar” através da experiência da maternidade, deve ser voltada para a nutrição do filho. Portanto, escolher bem o que comer é essencial neste período!

Em primeiro lugar, devemos estar atentos à variedade alimentar, incluindo pelo menos 40 alimentos diferentes por semana, entre os alimentos recomendados para manutenção da saúde. Vou acrescentar aqui a lista que utilizo no consultório, incluindo alguns temperos, mas, caso você tenha outros alimentos na sua região, predominantemente naturais, reconhecidos como “saudáveis”, saiba que pode incluí-los na sua própria lista. Sem problemas!

comida-saudavel-gravidez

Lista de Alimentos Recomendados

Grupo 1 – Grupo dos temperos, especiarias, café e chás:

Café, mate, chimarrão, chás, açafrão-da-terra, curry, pimentas, raiz forte, salsinha, cebolinha, hortelã, coentro, cominho, tomilho, páprica, dill, gengibre, alecrim, cravo-da-índia, canela, louro, manjericão, manjerona, noz moscada, sálvia, cardamomo, erva-doce. (atenção gestantes e lactantes, antes de consumir alimentos desse grupo, consulte seu médico).

Grupo 2 – Grupo dos carboidratos de menor densidade calórica:

Alface, acelga, rúcula, escarola, chicória, almeirão, espinafre, agrião, pimentão, couve, couve-de-bruxelas, couve-flor, brócolis, aipo, nabo, rabanete, mostarda, repolho, radíquio roxo, radicche, salsão, alho-poró, abobrinha verde, quiabo, chuchu, vagem, pepino, jiló, aspargos, alcachofra, berinjela, cebola, alho, palmito, cogumelos, tomate, cenoura, beterraba, brotos, algas.

Grupo 3 – Grupo das frutas:

Abacaxi, maçã, mamão, banana, pera, morango, amora, açaí, mirtilo, cereja, framboesa, physallis, caqui, uva, melancia, laranja, limão, limão, tangerina, pomelo, manga, jabuticaba, melão, goiaba, ameixa, pêssego, romã, nectarina, pitaya, fruta-de-conde, kiwi, acerola, caju, côco (polpa), maracujá e frutas secas (ameixa, mirtilo, maçã, gojiberry, figo, uva-passa, cramberry, damasco, tâmara, banana-passa, lascas de côco, outras).

Grupo 4 – Carboidratos de maior densidade calórica:

Arroz integral, arroz selvagem, pão integral, trigo de quibe, gérmen de trigo, trigo sarraceno, aveia, cevada, centeio, amaranto, quinoa, macarrão de trigo integral, macarrão de arroz, macarrão de milho, macarrão de grão-de-bico, batata inglesa, batata doce, batata salsa, batata yacon, mandioca, milho-verde, cará, inhame, tapioca, abóbora, moranga, feijão branco, feijão vermelho, feijão preto, feijão azuki, ervilha, lentilha, soja em grão, pinhão e grão-de-bico.

Grupo 5 – Grupo das proteínas:

Carne vermelha magra, frango, peixe, marisco, mexilhão, ostra, camarão, lula, ovos, queijos brancos, tofu, proteína de soja, proteína de arroz, proteína da batata, proteína da carne, proteína do soro do leite (whey protein).

Grupo 6 – Grupo das gorduras:

Azeite de oliva extravirgem, azeite de semente de uva extravirgem, óleo de côco, abacate, castanha-do-Pará, castanha de caju, amêndoa, pistache, avelã, noz pecã, noz macadãmia, noz chilena, amendoim, semente de abóbora, semente de gergelim, semente de girassol, semente de linhaça, semente de chia, manteiga ghee, pasta de amendoim, pasta de gergelim.

Grupo 7 – Grupo dos leites, iogurtes, kefir e coalhada:

Leite de vaca, leite de soja, leite de amêndoa, leite de arroz, leite de aveia, leite de côco, coalhada, leite fermentado, kefir, iogurte de vaca, iogurte de cabra, iogurte de ovelha.

Ficou bem claro? Para ter uma boa variedade alimentar, você deve incluir semanalmente pelo menos 40 alimentos desta lista ou de uma lista que inclua outros alimentos de sua região. Faça boas escolhas!

Agora vamos fazer uma outra abordagem. Ao compor uma dieta saudável, devemos fazer com que ela seja, entre outras características, predominantemente anti-inflamatória, antioxidante e alcalinizante. Isso quer dizer que ela pode incluir alimentos inflamatórios, alimentos que não ofereçam proteção antioxidante e alimentos acidificantes, mas, no cômputo final, deve ser predominantemente anti-inflamatória, antioxidante e alcalinizante. Lembrando que “nem todo alimento saudável é saudável para você”, quero chamar a atenção para alguns”bons alimentos” que provavelmente lhe serão benéficos. São eles:

10 alimentos anti-inflamatórios poderosos:

1 – peixes ricos em ômega-3 (como salmão, anchova, linguado, bacalhau, atum e sardinha)

2 – “berries” ou frutas vermelhas (como mirtilo, gojiberry, morango, cereja, framboesa, açaí e amora)

3 – açafrão-da-terra

4 – vegetais crucíferos (como couve, couve-flor, couve-de-bruxelas, brócolis e repolho)

5 – azeite de oliva extra-virgem

6 – alho

7 – cebola

8 – gengibre

9 – abacate

10 – mamão

10 alimentos antioxidantes poderosos:

1 – Frutas vermelhas (como mirtilo, gojiberry, morango, cereja, framboesa, açaí e amora)

2 – Frutas cítricas (como laranja, limão e tangerina)

3 – Acerola

4 – Romã

5 – Maçã

6 – Cenoura

7 – Tomate

8 – Chocolate amargo e cacau

9 – Azeite de oliva extravirgem

10 – Suco integral de uva

10 alimentos alcalinizantes poderosos:

1 – Frutas cítricas (como laranja, limão e tangerina)

2 – Ameixa umeboshi

3 – Vegetais verdes, como salsinha, espinafre e brócolis

4 – Semente de abóbora

5 – Alho

6 – Pepino

7 – Germinados

8 – Chá verde

9 – Sal marinho

10 – Sal Rosa do Himalaia

Parece complicado, mas não é. As propostas não entram em conflito. Alguns alimentos até se repetem, não é mesmo? Se você precisar de ajuda, procure um/uma nutricionista para lhe orientar neste jogo inflamatório x anti-inflamatório, oxidante x anti-oxidante, acidificante x alcalinizante. Como regra geral, lembre-se de que os alimentos de origem animal tendem a ser mais inflamatórios, acidificantes e não oferecem proteção antioxidante. Alguns hábitos ritualísticos podem ser interessantes, como água morna com limão em jejum.

Desta forma, espero estar contribuindo para que enriqueça o seu hábito alimentar agora, mais do que nunca! E, sendo bem sincera, quero que se lembre sempre de mim ao fazer suas escolhas através da frase “Escolher bem para nutrir melhor“!

Beijos e até a próxima coluna!

Dra. Isabela David

Nutróloga (CRM/SC 6.356)