Pouca gente sabe da história da minha família e das nossas conquistas.

Quem me acompanha no insta ou no Snap pode achar que ganhamos tudo de mão beijada, mas na verdade não foi bem assim.

A gente vive em um apartamento de 90 metros, com 3 quartos, que compramos –com muito custo – depois que soube que estava grávida do Dudu.

Nada veio fácil: foi preciso muito trabalho e dedicação pra conseguir comprá-lo. A maioria dos nossos amigos contou com ajuda dos pais nessa etapa.

Não foi o nosso caso. Eles até poderiam ter ajudado, mas nossa escolha foi comprar exatamente o que estava dentro das nossas condições.

(Pra não fazer a ingrata, tivemos uma super ajuda até o apartamento ficar pronto, quando moramos na casa da minha mãe, por 4 meses, e também pegamos dinheiro emprestado a juros de poupança, o que, convenhamos, já é ótimo! Isso sem falar no apoio emocional, que claro, foi imensurável.)

como-conquistar-casa-nova

Como o trabalho do Tiago era o mais promissor financeiramente, concordamos, na época, com o modelo old style, onde ele trabalhava alucinadamente (e muitas vezes ficava sentido porque queria mais tempo com o Dudu), e eu ficava com maior responsabilidade sobre a casa e o Eduardo. O famoso lerê.

Era tudo muito novo pra gente: morávamos na casa dos nossos pais poucos meses antes disso tudo acontecer e não tínhamos a mínima ideia do valor de uma conta de luz.

Fala sério, a gente vivia na mordomia e não sabia! E não foi nada fácil encarar essa montoeira de responsabilidades, confesso.

O tempo foi passando, minha licença maternidade acabou e recebi uma ótima proposta para voltar ao meu trabalho anterior.

Só que nessa época eu já tinha o blog e os planos de abrir a minha loja on-line.

As coisas foram melhorando, nossa situação financeira ficou mais confortável, até uma ajudante/babá conseguimos contratar. Um verdadeiro luxo!

Graças ao que o trabalho do Tiago nos proporcionou, consegui ser uma mãe em tempo integral no primeiro ano de vida do Dudu (o que sempre foi meu sonho), empreender, fazer o blog e trabalhar com o que eu gosto.

Hoje, com muito orgulho, conquistamos nosso segundo apartamento, maior e com mais estrutura, que fica pronto ano que vem.

Estamos fazendo a reforma. Não vejo a hora!

Mas na verdade mesmo, o grande responsável por esse empurrão em nossas vidas e carreiras não tem a mínima ideia da transformação que ele foi capaz de fazer com a gente.

Obrigada, Dudu, por nos incentivar a correr atrás dos nossos sonhos e fazer #meumundomelhor.

Assim como aqui em casa, muitas mães e pais buscam por um mundo melhor para sua família.

Como a história da Vanessa e seus filhos Virgínia e Vitor, apresentada no vídeo abaixo, que me inspirou a escrever esse texto.

 

Adoraria ouvir a sua história!

Conta para mim e coloca a hashtag #meumundomelhor

POST PATROCINADO

Pin It on Pinterest

Compartilhe!