Uma realidade que já era dura – a do retorno das mulheres ao mercado de trabalho depois de se tornarem mães – se tornou ainda mais difícil  com a pandemia. Nesse período, muitas acumulam tripla jornada, com home office e cuidados com filhos e com a casa. Uma pesquisa feita recentemente pela Catho revelou que um terço das seis mil profissionais entrevistadas cuida dos seus filhos sozinha. #nãotáfácil 

Para ajudar mães em busca de trabalho freelancer, a startup Freelas se propõe a conectar mães profissionais a empresas que estejam precisando contratar freelancers para seus projetos.

A inscrição é gratuita e simples de ser feita. Basta se cadastrar no site informando o tipo de freelancer que você é ou o perfil que a sua empresa procura. Há mulheres especializadas em marketing digital, tecnologia, design gráfico, contabilidade, fotografia, engenharia, arquitetura e outras áreas. 

O empregador que busca contratar alguém recebe uma lista com profissionais cujo portfólio esteja adequado. Depois, basta procurar uma das mães freelancers que escolher. 

“Através da plataforma, a empresa facilita a busca e a realização de projetos para as profissionais mães. Com isso, elas recebem mais volume de trabalho, contribuindo para que se mantenham no mercado de trabalho,  aumentem a sua renda,  e alcancem sua independência financeira”, explica Claudia Pappacena, fundadora & CEO da plataforma. 

Insta: @maefreela
Site: www.maefreela.com.br


Pin It on Pinterest

Compartilhe!