Eu sempre tive medo do desfralde. Imaginava que não seria simples, por isso fui atrás de todo tipo de informação que pudesse me ajudar nessa fase.

Detalhe é que eu resolvi começar tudo junto: desfralde e tirar a chupeta. Desse último já nos livramos, ufa!

Algumas das minhas dúvidas acredito que sejam também de outras mães, por isso selecionei as principais e vou falar da minha experiência pra vocês.

Desfralde – como fazer?

desfralde

Qual a idade certa para o desfralde?

Recomenda-se que o desfralde seja iniciado por volta dos 2 anos. No entanto, cada criança tem o seu tempo e a evolução é bem particular.

Algumas crianças só conseguem ter controle e deixar de usar fralda por volta dos 4 anos, até essa idade ainda é considerado normal.

Eu comecei a desfraldar com 2 anos e 4 meses. Algumas pessoas me perguntam porque eu não comecei logo que ele completou 2.

Era inverno e eu não recomendo tirar a fralda no frio.

Vai sujar toneladas a mais de roupa, além de ser menos prático porque quanto mais agasalhados, mais demora a tirar a roupinha e nesse meio tempo pode escapar xixi.

Aqui deixo o Dudu de cuequinha e camiseta o dia todo, bem mais prático!

Penico ou Adaptador?

Eu comprei o adaptador e achei que fosse o suficiente.

Tentei começar só com ele, mas o Dudu não demonstrou nenhum interesse em fazer xixi no vaso, nem curiosidade, por isso recorri a um penico musical, o modelo é esse da Fischer Price.

pinico-fischer-price

Peguei de uma amiga que o filho não usa mais, aí criamos uma historinha dizendo que ele ia aprender a fazer xixi igual ao Enzo.

O fato da música tocar quando faz xixi animou bastante ele. Acho que faltava isso, um contexto mais lúdico pra que ele realmente despertasse o interesse.

O que fazer quando meu filho faz xixi ou cocô nas calças?

Você não deve brigar, afinal faz parte de um aprendizado e não é um ato voluntário. É um treino diário, que a criança não pode se frustrar por não conseguir.

Eu usei duas abordagens. De início eu falava algo do tipo “Que pena filho, sujou a cuequinha, agora vamos trocar, mas não tem problema” sempre confortando e falando de forma carinhosa.

Enquanto falei dessa forma ele sequer pedia para ir fazer xixi ou cocô.

Comecei a fazer um reforço positivo maior, falando “Não tem problema filho, logo logo tu vai aprender fazer no lugar certo e a mamãe vai ficar bem orgulhosa”.

Não sei se foi coincidência, mas a evolução foi muito rápida desde esse momento.

Devo recompensar meu filho quando ele faz xixi no penico? Como posso fazer?

SIM! Recompensa não necessariamente é algo que custe dinheiro.

Cantar uma música, fazer aquela farra, dizer o quanto está feliz e orgulhosa, contar pra família na frente dele, tudo isso faz com que a criança se sinta importante, capaz e motivada a evoluir no desfralde.

Eu usei um segundo método, que o Dudu adora: adesivos! A cada xixi no penico ele tem direito a colar um adesivo no guarda-roupas dele. E a cada cocô ele pode colar 2.

Como esse post já ficou extenso e quero dar detalhes da evolução diária (e também fazer o assunto render #sinceridadeétudo), vou deixar pra um segundo post! Não fiquem chateados, hehe.

E vocês? Como estão fazendo o desfralde?

Beijinhos!

Bia

 

Pin It on Pinterest

Compartilhe!