Inspiradoras! Conheça as famosas que venceram o câncer de mama

24/10/2017 | Bem estar e Saúde

Inspiradoras! Conheça as famosas que venceram o câncer de mama

por | out 24, 2017 | Bem estar e Saúde

É sempre bom conhecer histórias de superação, principalmente quando o assunto é tão sério como esse.

Por isso, nesse mês de outubro, resolvemos contar a história de 5 mulheres inspiradoras que venceram o câncer de mama e estão aí maravilhosas e atentas, sempre!

Outubro é aquele mês em que os monumentos das cidades ficam cor de rosa, até o Cristo no Rio de Janeiro fica!!! 

A ideia é dar visibilidade e conscientizar a população em relação ao câncer de mama e a um diagnóstico precoce.

Esse movimento começou em alguns estados nos EUA, onde a população fez ações voltadas ao câncer de mama no mês de outubro, usando como símbolo o lacinho cor de rosa.

Depois o Congresso Americano abraçou a ideia e tornou outubro o mês nacional de prevenção ao câncer de mama. Logo a ideia se espalhou e hoje o Outubro Rosa é conhecido no mundo todo. Legal, né?

Torre Eiffel – Paris

Esse movimento nem pensava em chegar ao Brasil quando Costanza Pascolato, a  consultora de moda, simpatia e elegância em pessoa (sim, eu conheci essa mulher incrível!) recebeu seu primeiro diagnóstico de câncer de mama em 1991.  

Foi um baque pra ela, principalmente porque na época não havia tanta informação como temos hoje, mas ela se tratou e curou.

Vinte e dois anos depois, Costanza enfrentou o câncer de mama de novo, em 2013 e mais uma vez saiu vitoriosa.

Isso só mostra pra gente que é possível tratar essa doença, principalmente quando o diagnóstico é precoce.

Bora trocar o medo pela coragem e fazer o autoexame (e os demais exames, sempre?)?

Em um depoimento ao portal Fashion Forward, Costanza disse para quem tá passando por isso, quem está em tratamento, para cultivar a autoestima e cuidar de si mesma.

Ela diz: “Sabe quando você está no avião e orientam a colocar a máscara de oxigênio primeiro em você, depois na criança ao lado? Então, é preciso cuidar primeiro de você para, depois, ser útil aos outros.” Perfeita, né?

Olha esse vídeo dela também falando sobre o assunto, que você vai ver a elegância que eu to dizendo. hahaha

Outra inspiração é a atriz Patrícia Pillar, que em 2002 anunciou publicamente que estava com um tipo raro de câncer de mama e que ele havia se espalhado.

Ela seguiu a risca o tratamento e hoje, 15 anos depois, está totalmente recuperada.

O diagnóstico dela não foi tão precoce e esse pode ter sido o motivo do câncer ter espalhado pelos ossos. Ainda assim, a atriz deu a volta por cima e se tornou uma grande referência no país na luta contra a doença.

Ela deu muita visibilidade para a causa (Me lembro muito dela vestindo a camiseta do câncer de mama no alvo da moda, lembra?).

Simplesmente a guerreira que você respeita!

Em 2010, a cantora Elba Ramalho, também diagnosticada com câncer de mama ainda no início, retirou um nódulo pequeno, do tamanho de um caroço de feijão.

O diagnóstico precoce foi essencial para o sucesso do tratamento. Ela conseguiu voltar aos palcos 2 semanas após a cirurgia. Impressionante a recuperação dela!  

Esperançosa com o sucesso do tratamento, Elba deixou um recado para as mulheres em tratamento: “O câncer é uma doença comum, o nome é que é um fardo, mas não encare dessa forma. A palavra câncer tem um peso maior do que a doença.”  

Claro, depende do grau da doença, mas de toda forma é sempre bom cuidar do psicológico num momento tão delicado quanto esse.

A designer e empresária Suzana Gullo, comemorou em agosto 1 ano sem quimioterapia. Ela e marido, Marcos Mion, ao final do tratamento fizeram posts no instagram e no facebook contando um pouco sobre o tratamento.

https://www.instagram.com/p/BJWDHErDw12/

No caso dela, quem descobriu a doença foi o marido apalpando a região e reforçou que os maridos podem ajudar nos exames de rotina.

Ela reforça a campanha do autoexame de rotina: “O câncer de mama precisa ser muito divulgado, é muito importante que todas as mulheres saibam da importância dos exames frequentes, do auto exame, mesmo antes dos 40 anos. Os maridos podem e devem ajudar”.

Fica a dica pro Maridão!  

Outra inspiração pra gente é a cantora e apresentadora, Sabrina Parlatore.

Em Janeiro deste ano, ela também comemorou 1 ano do fim do tratamento, postando uma montagem com duas fotos: uma durante o tratamento e uma um ano depois.

Enche o coração da gente de esperança, ver que mesmo sendo uma doença severa, é possível ser tratada e com o tempo, ter uma vida normal.

Em uma entrevista pra Revista Marie Claire, Sabrina contou que ter uma rede de apoio fez toda diferença pra ela.

Na entrevista ela diz que isso fazia ela se sentir “normal”, e deixar de se sentir tão sozinha (se você tá passando por isso, dá uma olhada nesse projeto “Quimioterapia e Beleza”, pode te ajudar a lidar melhor com esse momento).

Ela abraçou a campanha do Outubro Rosa e vem compartilhando a história dela com outras mulheres: “Ter exposto o que passei de uma forma tão clara e honesta, faz com que as pessoas se identifiquem. Desde colocar uma imagem forte como a que eu coloquei – sem maquiagem, sem cílios, sem sobrancelha, inchada e com o olhar sem brilho -, até dizer que isso passa. Isso realmente faz a diferença para outras mulheres”.

 

Tantas mulheres com uma força sem tamanho. Pra mim, elas mostram que precisamos olhar o nosso corpo e conhecer ele, cada detalhezinho. Esse auto cuidado é fundamental.

Além de se informar sempre! Pois nas dúvidas, moram os monstros e eles crescem.

Faça o auto exame, rotineiramente. Notou algo diferente? Não deixe passar, procure um médico. Sempre, sempre, sempre!

Vamos espalhar essas histórias de superação, força e auto cuidado e incentivar as mulheres próximas a nós a se tocarem com frequência.

 

Pin It on Pinterest

Compartilhe!