É quase um clichê: nos preparamos muito para parto, mas quase nada para o pós-parto, quando o principal desafio para a maioria das mulheres é a amamentação. Uma das queixas frequentes entre as lactantes é a necessidade de aumentar a produção de leite, algo que pode ser alcançado com a ajuda de algumas técnicas.

Alerta saúde mental: importante que os protocolos sejam sempre avaliados individualmente de acordo com cada realidade. Manter ordenhas longas, por exemplo, pode sobrecarregar ainda mais uma recém-mãe. Prioridade sempre deve ser a saúde física, mental e emocional! Procure ajuda de profissionais.

A enfermeira obstetra e doutora em enfermagem Cinthia Calsinski é expert quando o assunto é amamentação. Consultora das mais requisitadas (eu mesma já pedi socorro a ela e adorei), Cinthia auxilia mães que estão passando por desafios, principalmente no início do aleitamento (alguém aí NÃO passou?). Para mim (e para muitas mães desesperadas, rsrs) ela sugeriu uma técnica chamada Power Pump, na qual eu vi bastante resultado para aumentar a produção de leite. 

O Power Pump é feito com a bombinha extratora de leite (aquela dupla ou a simples) e com ela você fará a ordenha alternada entre ordenha e descanso.

A técnica indicada por Cinthia é feita durante o intervalo de uma hora da seguinte forma: 20 minutos de ordenha, 10 minutos de descanso, mais 10 minutos de sucção seguidos de 10 minutos de relaxamento e finaliza com 10 minutos de ordenha (confira como fazer o protocolo na bomba simples abaixo).

“A oscilação entre ordenha e descanso manda uma mensagem para o seu organismo de que o bebê mamou, mas logo ele quer mais e de que essa produção precisa ser elevada”, explica Cinthia. 

Confira mais dicas da consultora:

Quem deve fazer o power pump?
Mulheres com necessidade real de aumento de produção de leite.  A avaliação de um profissional é sempre fundamental uma vez que se realizada sem indicação pode acarretar desconfortos e até intercorrências como ingurgitamentos e mastites. 

Quantas vezes por dia é indicado fazer o protocolo? É indicado intercalar com as ordenhas “normais”?
Cada caso deve ser avaliado individualmente, mas normalmente indico realizar o protocolo entre 1 e 3 vezes por dia e sempre que possível intercalando com a ordenha “normal”. É indicado que o profissional seja capaz de entender a dinâmica da vida da mulher para que consiga junto a ela estabelecer uma rotina viável e saudável tanto física como emocionalmente. A sensação de não conseguir dar conta de tudo e inclusive das ordenhas, junto à sobrecarga de se ter um recém-nascido, pode ter um impacto muito ruim para algumas mulheres. A orientação individualizada deve ser sempre a prioridade.

Por quanto tempo a lactante deve manter o power pump?
Não existe um tempo pré estabelecido, porém os resultados acabam chegando em um platô onde não observamos melhoras. Nessas situações parar por alguns dias e retomar depois pode ser uma boa estratégia.

Qual o melhor momento do dia para fazer o power pump?
O melhor momento é pela manhã após a primeira mamada porque é um momento de altos índices de prolactina, hormônio que atua na produção do leite materno.

No Instagram, a Cinthia dá mais dicas sobre amamentação. Confira!

>> Veja nossas opções de roupas e sutiãs para amamentação.


Pin It on Pinterest

Compartilhe!