Cada vez mais, o empreendedorismo vem se tornando uma alternativa na vida das mães. Seja pela independência financeira, maior autonomia nos horários, mudança na rotina para conciliar o trabalho com cuidar dos filhos etc.

A Agora Sou Mãe também nasceu de uma mãe empreendedora, e inspiradas pela história da Bia Mendes, fundadora da marca, convidamos outras mulheres que tomaram a decisão de mudar suas vidas, criando o seu próprio negócio, para contarem suas histórias!

Não deixe de conferir a primeira parte dessas histórias, com a inspiradora visão de outras mães que, motivadas pela maternidades, também mudaram suas vidas através do empreendedorismo!

Depois que Heitor nasceu, a vida de Jessica mudou completamente. Perto da licença maternidade acabar, as coisas começaram a apertar em sua casa, enfrentando problemas financeiros e as novas experiências da maternidade.

“[quando voltei a trabalhar] não tinha nem me preparado psicologicamente. Chegando em casa, caí em prantos. Agarrei o Heitor, ele sem entender nada, e chorei, chorei por que já no outro dia ficaria sem ele”.

Decidida então a dividir seu tempo entre um emprego que sustentasse a casa e seu filho, começou a vender bijuterias. “Comecei com os únicos R$ 123,00 que eu tinha no meu cartão de crédito (nunca vou esquecer esse valor), e foi ótimo!” Seguiu com um instagram de vendas e logo começou a fazer sucesso com as suas bijuterias na cidade. Hoje, vendo seu sonho tomando forma, se prepara para abrir a primeira loja física. 

Quando Kathleen, enfermeira apaixonada pelo mundo materno, teve dificuldades com a amamentação e o período puerperal, usou isso como incentivo para ajudar suas amigas que passaram pelas mesma dificuldades. “Pensei também no que passei no meu período puerperal e o que poderia ajudar as mamães a vivenciar a amamentação de uma forma mais prazerosa e sem dor.”

Aliada à vontade de ter uma agenda mais flexível e controlar seus horários, decidiu investir em cursos de consultoria em amamentação e cursos de laserterapia para fissuras mamilares. Desde então, ajuda outras mamães a vivenciarem ao máximo a amamentação e maternidade. 

Depois da maternidade, a advogada Caroline pediu demissão da multinacional onde trabalhava. Ficar longe do filho em uma rotina louca e desvalorizada não fazia mais parte de quem ela era. 

Como sempre teve o sonho de ter uma marca própria, percebeu uma carência de mercado e imaginou que poderia apostar ali: pijamas infantis. 

Em 2018 lançou a sua marca Flor de Beatrice. A dica que Caroline dá para mães que querem apostar no empreendedorismo é “Comece devagar. Tenha calma, mas não perca a fé”.

A Encantos de Papel nasceu do desejo de Gabriela de poder ficar em casa e cuidar dos filhos, mas que ao mesmo tempo desejava manter a independência financeira. “Fazer o que amo e entendo, podendo organizar meus horários e ser “minha chefe”, foi a junção dos itens que me levaram a criar a Encantos de Papel”.

Depois que seu filho, Felipe, nasceu, Gabriela voltou a trabalhar após o fim da licença maternidade. “Passei meses sofrendo pelo fato de que meu bebê ficava das 07:00 as 19:00 numa escola. O primeiro passo, beijo, tchau, tudo era para a professora, e eu ficava sabendo através da agenda”.

Quando Felipe completou um ano, Gabriela decidiu largar o emprego e se dedicar à criação de seu filho. Assim, ela também descobriu seu amor pela papelaria, organizando e cuidado de cada detalhe dos aniversários dele. 

“Faz 3 anos que resolvi fazer a Encantos de Papel “dar certo”. E foi aí que as coisas começaram a acontecer. Ainda estou no processo, mas feliz por fazer o que amo e estar junto dos meus filhos! Veja bem, não é fácil, mas é gratificante!”

Para Barbara Scritori, o empreendedorismo veio de uma necessidade: logo após engravidar, sofreu abusos psicológicos do seu chefe e foi demitida da empresa onde trabalhava. Enfrentou dificuldades durante a gestação e passou por uma depressão.

“Sobre o que [meu chefe] disse, demorei exatos nove meses para entender que meu bebê não tinha culpa (…) e nove meses para voltar a acreditar em mim de novo”.

Seu amor pelo filho Pietro e a necessidade de sustentar sua família levaram Barbara a apostar em seu diploma de terapeuta de Florais de Bach e em suas formações em terapias naturais para começar a empreender. Hoje ela atende o público feminino com terapias naturais e fitoterápicas, encontrando sempre sua força e motivação no marido e filho.



Pin It on Pinterest

Compartilhe!